sábado, 24 de novembro de 2007

Scolari e os portugueses


Vamos lá ao tema Scolari. Ainda não tinha opinado aqui a cerca deste tema.
Eu sou daqueles insuspeitos, até porque tenho tido os mais variados sentimentos pela personalidade de Scolari e assumo sem qualquer problema.
Quando Scolari se tornou seleccionador da selecção de todos nós, confesso que me custou muito, por ser estrangeiro por nada ter a ver com a cultura portuguesa e não me despertou qualquer interesse. Quando veio a fase das convocatórias de jogadores, aí sim comecei a ficar mais atento, pareceu-me alguém com personalidade forte, aquilo que há muito faltava na selecção e em geral no futebol português, independentemente das críticas ou pressões que eram habituais no meio, não cedeu. Ainda assim, não fiquei convencido, chamou o Deco e para mim foi outro problema, comecei a pensar que faltava pouco para trocar a bandeira, no meio de tudo isto e com o passar do tempo, muito conturbado, faz uma estreia desastrosa no Euro2004. Era mau de mais para ser verdade. Até que, no jogo seguinte começa a revelar o que ele é de facto, um grande líder e condutor de homens, tecnicamente ou tacticamente é discutível, mas mentalmente é de facto o melhor. Fazemos um europeu de sonho como nunca esperei, apenas com a tristeza do final não corresponder ao que tínhamos merecido até ali.
Segundo lugar. Tendo em conta tudo o que ficara para trás, não era mau nem chegou para desinchar o ego com orgulho de ser português.
Objectivo Mundial 2006. Outras tantas peripécias e maledicências, convocatórias discutíveis, falta de brilho nas exibições, no final além de ficarmos classificados para disputar a competição, conseguimos o quarto lugar no mundo.
Voltamos ao início, maledicências, convocatórias discutíveis, falta de brilho nas exibições. Resultado, primeiro objectivo cumprido desta terceira leva, apuramento para o Euro2008.
Porra, o gajo tem que ser bom!
Continuo em discórdia quanto à convocatória do Pepe e do Makukula, mas também já estão o Deco, Bosingwa e o Nani, que havemos de fazer? Ele apenas convoca quem tem disponível e quem acha que pode dar garantias, só a F.P.F. pode intervir aí. Na minha opinião, os atletas naturalizados, mesmo noutras modalidades desportivas, só deveriam representar Portugal a partir de um determinado número de anos a residir cá, para não se pôr a hipótese de se quererem apenas auto valorizar e de Portugal ser uma segunda escolha. Que é evidente no caso de Deco.
A nível profissional neste momento, o que for bom para Scolari, será bom para nós, por isso, que continue a lutar pelos nossos objectivos comuns, mesmo que teimoso, agressivo, explosivo, com ou sem brilho nas exibições.
Ah! e ainda nos vai dando o prazer de ver os “Ruis Santos” e outros que tantos assim como os “Luíses Sobrais” e outro que tais, a engolir sapos do tamanho de bois!

1 Pinokadas:

Armando S. Sousa disse...

Para mim Scolari é um dos melhores treinadores do mundo.
Assino por baixo o teu post.
Um abraço.