sábado, 6 de setembro de 2008

O Algarve das minhas férias



Há coisas que nunca mudam.
O Algarve continua com praias maravilhosas e os algarvios antipáticos, principalmente com os compatriotas.
É óbvio que há excepções, e eu próprio conheço algumas, mas a excepção não confirma a regra.
Este pormenor da antipatia não tira o sono a ninguém, principalmente se não for á espera de favores e tiver dinheiro no bolso. Nada fica por desfrutar.
Confesso que tive vontade por vezes de entrar em estabelecimentos e dizer “Hello!” em vez de “Boa tarde!”, mas tive receio de ficar envergonhado com o embaraço dos outros.
É deprimente assistir a tanta arrogância por vezes de alguém tão humilhantemente menor.
Nada disto é novidade, há muitos anos que frequento o Algarve de férias e de todos eles guardo recordações de algumas relações humanas menos boas que lá tive, a diferença é que este ano tenho um blog.

Os algarvios e principalmente quem vive do comércio deveria começar a fazer contas de cabeça, não no verdadeiro sentido da expressão, porque nessas ninguém os bate de certeza. Refiro-me ao turismo.
O Algarve é uma região bafejada pela sorte. Tem bom clima, boas praias e até uma rica gastronomia, pena que nem todos a possam provar.
O Algarve sem esforço da sua população conseguiu tornar-se num dos destinos mais procurados pelos estrangeiros devido aos seus recursos naturais. Provavelmente por toda esta facilidade em obter turismo/clientes/receitas, os algarvios nunca pensaram que será preciso mais qualquer coisa para cativar pessoas alem da sorte de se nascer filho de um dono de café à beira-mar.
É preciso cativar os de fora e sobretudo os de dentro. Se os preços no Algarve fossem mais acessíveis ás bolsas portuguesas, se a formação, educação e qualidade de uma forma geral de quem presta os serviços fosse maior, se em vez de Sardines servissem Sardinhas, talvez os portugueses fossem lá durante o ano todo em vez de procurarem o sul de Espanha e outros destinos. Só que por enquanto a receita de Junho a Setembro vai pagando os meses de Outubro a Maio. Por enquanto. É que os ingleses já descobriram o litoral alentejano e ao contrário do que os algarvios pensam e outras mentes brilhantes que inventaram o “ALLGARVE”, o turista estrangeiro em Portugal, embora queira sentir-se acolhido e bem tratado procura a “portugalidade”, algo que o Algarve já não tem para oferecer.

7 Pinokadas:

Pandora disse...

a mentalidade portuguesa ainda vive muito do "se é estrangeiro é melhor"...e isso não acontece só no algarve. mas realmente o nosso (?) ALLGARVE não representa em nada o que um turista, português ou não, deveria conhecer. é pena...

Menina disse...

Eu este ano em termos de apartamento não tive problemas porque todas as empregadas, recepcionistas, etc eram muito simpáticas mesmo..o que eu noto mais é nos restaurantes/bares, tratam os portugueses de uma forma muito diferente do resto dos turistas, um bocado a despachar..e isso não é muito agradável, mas pronto continuo a gostar de passar uns dias no algarve..Está quase sempre bom tempo, dá para fazer uma praia fixe...

beijo*

Sorrisos em Alta disse...

Bingo!
Nem querem alguém que esteja sempre a pensar fazer dinheiro com tudo e mais alguma coisa...

Jorge P.G disse...

Só um comentário pequeno.
Por essa e outras razões é que há já uns 20 anos que deixei de pôr os pés no Algarve para férias.
Eles não precisam de mim e eu dispenso a sua estúpida arrogância e proverbial má educação.
Claro que me refiro aos comerciantes de um modo geral!

um abraço.

alfabeta disse...

São antipáticos mesmo,parece que nos estão a fazer um favor, vim de lá ontem, a comida é horrível, a única coisa boa que comi foram sardinhas em Portimão e depois uns amburguers da iglo feitos em casa já em Vilamoura,o resto não sabe a nada, bolas!

Costa Alentejana, sem dúvida que se investirem mais na costa, os ingleses deixam de ir para o Algarve, onde são roubados à força toda.

opolidor disse...

era quase sempre o meu destino de férias, mas tambem sou dessa opinião... será que eles se consideram autónomos?...

Anónimo disse...

Dizem que os algarvios são antipáticos, mas não se esqueçam que cerca de metade das pessoas que trabalham e vivem no Algarve nem sequer são algarvios...Provavelmente estão a ser mal atendidos por pessoas de outras zonas do país, mas os algarvios é que ficam com a fama de serem antipáticos!Injustamente !