segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Os candidatos num saco de Gatos.


Esta campanha para as eleições, tem a particularidade dos Gato Fedorento terem a visibilidade que não tinham há quatro anos atrás. Entretanto os gatos cresceram muito, mas felizmente, ainda têm graça na maioria das vezes, se bem que a escolha dos bobos começa a ser visivelmente selectiva e reincidente, e isso não abona a favor.

Ainda assim, são de tal forma importantes na boa disposição dos portugueses que há quem afirme que estas entrevistas aos políticos no novo programa “Esmiúça os Sufrágios”, serão mais importantes nas campanhas para as eleições que se avizinham, do que os debates recentes já esquecidos pela maioria da população.

Na minha opinião, poderão servir para ganhar simpatias ou antipatias pontuais não mais que isso, não decidem nada e espero ter razão.

De qualquer forma as entrevistas bem esmiuçadas mesmo não revelando a honestidade de cada um, lá vão conseguindo revelar a sua postura num cenário de exame oral.

Agora que estão concluídas as entrevistas aos lideres dos principais partidos candidatos ás eleições legislativas, a minha avaliação ao desempenho dos entrevistados é a seguinte:





José Sócrates: Artificial. Não era necessário representar, para ter piada estão lá os Gato.






Manuela Ferreira Leite: Escolheu a melhor postura, foi natural e safou-se. Não deve de haver registo de imagens da senhora na televisão com sorrisos tão abertos.







Paulo Portas: A televisão é o seu habitat natural e isso permitiu-lhe divertir-se gargalhando e fazendo campanha ao mesmo tempo.






Francisco Louça: Demasiado sério para um programa de humor. Gargalhadas forçadas em jeito de agradecimento pela suavidade da critica.







Jerónimo de Sousa: A simplicidade do costume. Divertiu-se visivelmente. Para quem come criancinhas mostra-se sempre muito afável.


7 Pinokadas:

Teté disse...

A melhor postura foi a da Nelinha??? Ahahahahahahahah! Coitada, também não merecia essa maldade... :)))

A mulher não tem o dom da palavra - pior que ela só aquele "leader" do PTP - e sai-se mal sempre que tenta ironizar... Aliás, com a referida excepção, acho que sempre que ela abre a boca todos os adversários políticos ganham votos dos indecisos!

Mas são pontos de vista, evidentemente! :D

Beijocas!

ps - não ter o dom da palavra não é nenhum crime, mas que dá jeito numa carreira política, lá isso...

O Pinoka disse...

Teté

A coitada de facto não sabe estar de outra maneira, mas por isso digo que o melhor foi não mexer muito para não piorar, e foi exactamente isto que entalou o Sócrates, na minha opinião, mexeu-se muito.

Bjocas

Alex disse...

Estamos plenamente de acordo; acho que José começou mal, o "disseram-me para dizer isto porque cai bem" não ajuda quem tem a fama, e o proveito de José, de resto acho que se foi safando dentro do possível. de resto estamos conversado.
Quanto aos gatarrões, se pudesse votava neles: quem tem aquele sentido de humor e criatividade talvez desse uma boa volta a este país.
Beijinhos à miúda que te serve os whiskys

O Pinoka disse...

Alex

He! He! Não te esqueceste... obrigado pelos bjs à minha pinokinha.
Bjocas

Estafermococus disse...

Pessoalmente, não discordo do modelo, prefiro que exista, mas não deixa de ser demasiado forçado. Levam as lições bem estudadas, e perdem grande parte da graça, até porque, sendo palhaços, não são grandes artistas.

Azoth disse...

A vida política é muitas das vezes uma grande comédia e os gatos são os gatos e ao me engano muito, ou já estão a tentar pisar o telhado de zinco quente... O tempo o dirá

Azoth disse...

Passa pelo meu e vê o que é um gato
fedorento