quarta-feira, 5 de novembro de 2008

O poder da caneta.

O poder da comunicação social é incontestável, seja na política ou no futebol tem influência directa na opinião pública. Molda opiniões, conceitos e até verdades e mentiras, dependendo de como é contada a noticia, de como é abordada, de como é interpretada, de como é contextualizada ou descontextualizada. É uma arma poderosíssima.

Não é por acaso que seja na ditadura ou na democracia a luta pelo domínio da comunicação social é o principal objectivo de quem quer perdurar no poder. No futebol é igual.

Movem-se multidões, é possível reuni-las ou dispersá-las consoante a mensagem que é difundida e assimilada.

Isto é tão mais importante quando está em causa um país pequeno onde se espirra em Bragança e se ouve em Faro. Um país que tem um número reduzido de meios de comunicação social com qualidade e os quais assistem ao abarbatar da audiência pela concorrência sensacionalista, básica e intriguista que tem como valor ideal acima da qualidade e seriedade as receitas monetárias. Inevitavelmente, os resistentes ou dissidentes por uma questão de sobrevivência vão-se adaptando ao mau gosto ou à pouca exigência da maioria dos consumidores e vão descendo o nível para agradar ao maior número possível e assim subsistirem. A televisão está cheia de exemplos, da informação ao entretenimento.

Nos jornais desportivos, não é possível assinalar sequer um exemplo positivo visto todos se pautarem pelo mesmo padrão. A venda. E para se vender ou cativar espectadores não há limite, pode muito bem passar pela mentira ou brejeirice.

Não é exclusivo da comunicação social portuguesa, é certo, também nos mercados estrangeiros se passa isto, mas com a diferença colossal de existir uma variedade imensa de estilos, desde os independentes aos assumidamente defensores de determinadas ideologias politicas ou clubes de futebol.

Cá somos mais rudimentares, todos os jornais desportivos falam do mesmo, dão ênfase ao mesmo, pelo mesmo ponto de vista, mas todos se ofendem se alguém lhes põe em causa a isenção.

Em Portugal, a política é coberta a duas cores e o futebol a duas cores é coberto. Se vende bem, chega.

Obviamente o problema não está no jornalista ou em quem tem facilidade de se fazer ouvir na comunicação social ter preferência por determinada cor politica ou cor clubística, não está sequer no emitir opinião a favor dos seus ideais, está isso sim, no facto de fazer uso de um veiculo que não se encontra ao alcance de qualquer um para produzir noticias ou deturpá-las a favor desses ideais e em prejuízo de outrem sob a capa da isenção.

O exemplo abaixo são das primeiras páginas dos três jornais diários desportivos portugueses, com a particularidade de ser a edição do dia em que o Sporting Clube de Portugal participa num jogo da Liga dos Campeões que poderia dar acesso imediato aos oitavos de final da competição a duas jornadas do fim da primeira fase e com isto fazer história no clube, que mesmo contra a vontade de muitos é um dos três grandes de Portugal.


Apreciem e julguem. Eu já o fiz logo de manhã.




17 Pinokadas:

Mlee disse...

Não percebo nada nem gosto particularmente de bola, mas no que à critiva jornalística diz respeito, é claro que tens razão.
Jornalismo isento, jornalismo de qualidade, jornalismo não manipulado pela cor partidária, pelo mão de quem manda ou pelo lugar do pódium no top de vendas ... é raro, muito raro...
Para esse, abro a SIC noticias e vejo o jornalismo da BBC, ou ligo um canal estrangeiro da tv Cabo...

Beijinhos

blueminerva disse...

Por acaso ouvi as palavras do Dr. Dias Ferreira sobre o assunto e há uma certa razão nesta revolta. Mas o que se publica é o que vende meu caro Pinoka. Qualquer coisa relacionada com o Glorioso vende... até uma entrevista com o roupeiro do Benfica, ou a gaja do aspirador do estádio do Benfica terá procura num quiosque. Naturalmente que também este explorar de notícias sobre o Benfica é prejudicial para o clube da Luz, porque se inventa muitas notícias para vender. Mas a fórmula do sucesso parece-me simples: Benfica = Lucro. Básico.

beijocas

Ah! E parabéns pela vitória de ontem.

O Pinoka disse...

Mlee

E a raridade deve-se exactamente à falta de procura.
Irrita-me esta acomodação, parece que todas a gente gosta do medíocre que tem.
Bjs


Blue

Antes de mais obrigado pelas felicitações. È que isto vindo de uma Benfiquista fervorosa tem um sabor especial, confesso.
Não me surpreende que qualquer coisa acerca do Benfica venda, até é natural visto terem muito mais adeptos. Mas então que falem só do Benfica, assumam-se, saiam do armário, e não utilizem o Sporting na primeiras páginas só para denegrir ou desestabilizar, é que isso tem um objectivo além da venda, não sei se me faço entender.
Bjs

alfabeta disse...

Há uma coisa que têm que aceitar, o Benfica é o maior clube português,o clube com mais sócios, o clube com mais simpatizantes, tudo o que fale do Benfica seja mau ou bom, ele está em todas as páginas, não é sem mais nem menos que se chama o Glorioso!

E agora vou-me embora, antes que alguém me dê porrada...fui. :)

O Pinoka disse...

alfabeta

Anda cá faz favor! Não fujas! Anda cá!

Se t`apanho...

alfabeta disse...

ahahaha, eu já sabia!!!!

Por isso estava curiosa em ver a resposta.


Deixa lá isso, já agora , já pensaste em mudar de clube?!

Ups, não?!

Agora é que vou...fui.

Angelik disse...

Concordo plenamente contigo!
O Jornalismo vendeu-se e rendeu-se às influências que falam mais alto na nossa sociedade.
Também vou, antes que alguém me caia em cima!

Cat disse...

Não estou a perceber qual é o problema...as 2 capas têm o que é mais importante...BENFICA,BENFICA =P!
Beijinho

Jorge P.G disse...

É por estas e outras que não compro jornais há muitos anos!
E que deixei de frequentar estádios de futebolnaim«nda há mais.
Agora, em casa, vejo-os quando quero e não pago um tusto.

Os grupos finaceiros são os detentores da Imprensa, e esta vende a imagem que os seus patrocinadores querem. Eu é que não compro!
E aconselho a que todos façam o mesmo.

Um abraço e parabéns pelo SCP, pois já percebi que és "lagarto".
Estão por direito próprio e sem favores de ninguém na fase seguinte da Champions.

Um abraço.

Diabólica disse...

De facto, na área de futebol não sou a pessoa mais indicada para opiniar visto que não domino a matéria.

Mas, no que concerne à critica jornalística, não podia estar mais de acordo. E olha que sou da área, mas as verdades são para ser ditas.

Já na faculdade me bati várias vezes pela isenção no jornalismo. Bati-me sempre por um jornalismo de qualidade, um jornalismo não manipulado pelo poder político, pelo mão dos poderosos ou pela luta desemfriada e desmedida pelas audiências, pelas vendas...

Sem dúvida que o jornalismo de qualidade parece estar em vias de extinção.

No entanto, a culpa também é um pouco do público alvo, porque o Português gosta é de "novelas de faca e alguidar" e é isso que lhes é dado, porque é isso que vende, e o objectivo de qualquer empresa é o lucro...

Enfim, é uma "pescadinha de rabo na boca", errada, mas que é notória.

Beijinhos

Menina disse...

Não percebo puto de futebol lol xD

bjs*

Mariazinha disse...

Isto só revela que o futebol é um grande negocio para muita gente.

Sou sportingista nem que o clube estivesse na 3ª divisão!

Beijokas

O Pinoka disse...

Alfabeta

Aiiiiiiiii…..
Bjs


Angelik

Bem vinda.
Bjs


Cat

È exactamente esse o problema de muita gente vê os jornais com tanta isenção como tu.
Bjs


Jorge p g

Também faço parte do lote que não os compra. Afinal também não são dirigidos a mim.
Abraço


Diabólica

Mas isso é que é preocupante, toda a gente sabe e ninguém faz nada. Todos aceitam.
Bjs


Menina

Isto não se passa só no futebol, passa na politica, na religião e onde der mais jeito para ganhar dinheiro.
Bjs


Mariazinha

Se és sportinguista então também estás tal como eu, limitada quanto à leitura informativa de qualidade.
Bjs

"O Relaixo" disse...

Das duas uma... Ou eles gostam todos da mesma cor, ou tu gostas da cor errada!!!
Que tal mudares?
Pois é "Temos Pena" Pinoka...
Eu por exemplo não vou muito à bola com o futebol!!! Gosto mais de Chanfana regada com tintinho.
Um grande Abraço.

polidor disse...

não é sem motivo que é considerado o grande poder...

Sorrisos em Alta disse...

Não é agradável, mas são empresas privadas e o objectivo é o lucro.
Tendo ouvido (lido) os argumentos deles, também têm razão: o jornal não é uma agenda de eventos. Importante é falar no dia a seguir ao jogo. Não pode ser um folheto para levar mais pessoas ao estádio.
Mas, ok, se fosse do Sporting se clahar pensava de maneira diferente...

Abraço

Anónimo disse...

Mas estas a espera de quê !
Ou melhor nos ultimos "46 anos" quantos campeonatos ganharam os biscondes do lumiar .
Sera por ganhares umas duas tacitas pensais que ja são os maiores!!!!
olha-me para o setubal, ou tas a ficar com os olhos em britadeiras ..