terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Continuem a deixar entrar às paletes, continuem…


Eu amo Porrrtugal, eu amo Porrrtugal!

Afinal posso gamar e ninguém me leva a mal.



PS – A palavra “gamar” que está no verso pode ser substituída ao gosto do leitor pelas seguintes opções: prostituir, burlar, invadir, chular.

14 Pinokadas:

Teté disse...

Não entendi!

Afinal de contas, o que tens a ver com esses meliantes brasileiros? (não os que trabalham, mas os outros de grupos organizados...)

Mozoxt, deve ser! :)

Beijocas!

Menina disse...

Tens desafio no meu blog!

beijinhos*

Estafermococus disse...

Não sei como é por aí, mas aqui nem brasileiros, nem ciganos, nem romenos, ... eles são todos portugas.

O Pinoka disse...

Teté

Infelizmente o que vou tendo a ver é que sou mais uma vítima da sociedade que paga e paga e não se cansa de pagar para o acolhimento de ilegais que cometem crimes atrás de crimes e que vêem para Portugal justamente com essa intenção, que fomentam a miséria, o trabalho precário e mal pago, e que são notificados pelas autoridades vezes sem conta para abandonar o país de forma voluntária e ninguém é capaz de os agarrar e enviar de vez porque são nossos irmãos e todos amam Portugal. Odeio cinismo.

Desculpa a minha ignorância, que queres dizer com “Mozoxt”?
Beijocas


Menina

Lá irei.
Beijocas


Estafermococus

Então esses que remédio, vais mesmo ter de levar com eles porque são nossos.
Agora para teres uma ideia, junta uns milhares a esses, que falam outra língua e se estão literalmente a cagar para o que é teu, até porque o que é deles já está estragado.
Abraço

Tijoão da Tasca disse...

Pois e a seguir vão dizer somos intolerantes (no mínimo)! Mas isso é a pura verdade !
Um abraço

O Pinoka disse...

Tijoão da Tasca

Intolerantes?!
Vão dar uma voltinha a Inglaterra e vão ver o que é intolerância.
Abraço

Azul Diamante* azul disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Pinoka disse...

Azul Diamante

Ora aí está! Sem tirar nem pôr.

Beijocas

Azul Diamante* azul disse...

O multiculturalismo é sempre interessante em qualquer parte do mundo. Eu que já vivi em outros países, aprendi muito com pessoas de outras culturas. A emigração, quando necessária, para o desenvolvimento de um qualquer país é um BEM. Nós portugueses, somos um povo de migrantes (infelizmente)mas imigrantes que vão para outros países TRABALHAR não para criar problemas. Temos por exemplo, nos tempos actuais, o caso de Angola onde (eu vi, ninguém me contou) os nossos trabalhadores ajudam e muito, com o esforço do seu trabalho a colocar de pé um país que se encontrava num caos, após tanto tempo de guerra, e trabalham muito, mesmo MUITO. Para o Brasil, há muitos anos atrás emigraram aqueles que com o esforço do seu trabalho ajudaram o país que os acolheu.Muitos deles, hoje são empresários em vários sectores, principalmente na industria panificadora. Para a Austrália, Suíça,Africa do Sul, EUA e tantos outros.
OS PORTUGUESES FORAM PARA TRABALHAR
e um dos documentos que lhes era pedido era o REGISTO CRIMINAL.
Portugal deve, no caso de poder (e neste momento infelizmente não pode, devido à crise de emprego e económica), continuar a receber pessoas de outras nacionalidades quando estas vêm procurar uma vida melhor. Mas TRABALHANDO E VIVENDO HONESTAMENTE e não o CONTRÁRIO. Para isso já cá temos os nossos marginais, como nossos quer queiramos quer não temos que os aturar. Sei que falas assim e que não és xenófobo nem racista, mas sim uma pessoa que está preocupada com a segurança dos que te são queridos.E tens toda a razão, quem disser o contrário é hipócrita ou demente, está a ganhar $$$$ com a marginalidade, ou vê a vida através de um tubo de Prozac ou de outro qualquer tipo de droga, quem sabe, talvez cocaína, que é mais fina e está na vanguarda do progresso.

Teté disse...

MOZOXT era o que figurava na verificação de palavras... :)))

MODIO é o que se segue!

Beijinhos!

O Pinoka disse...

Teté

ehehehehe!!!!
Assim fico mais descansado.
Beijocas

alfabeta disse...

Não ataques a prostituição, porque a maioria defende que é uma profissão séria, tu vê lá.
Já falei contra a prostituição e caíram-me todos em cima, vai lá vai, que já não se pode ser mulher de um homem só neste país, chiça!

;)

alfabeta disse...

Bem, vou opinar.
De acordo, comecem a fechar as portinhas, que banditismo já cá temos muita e levar por levar, levamos com os nossos e não com os dos outros.
Já devem haver cá mais brasileiros num país tão pequeno como o nosso do que portugueses no Brasil.
E muitos já estão a receber da seg social por terem trabalhado só 9 meses, assim tb quero imigrar.

Mariazinha disse...

Quando passas a vitima o discurso é muito diferente,pois no teu país,tens uma lei que proteje os criminosos e se tens o azar de seres assaltado 2 VEZES no mesmo mês é assim:

Criminoso- Cara se quizem mi levem a trbunal!

Eu- Sr policia o que é que faço?

Policia- Sabe quanto custa um advogado à hora? 100€!

Está tudo dito e não me venham com lições de moral porque eu não sou racista.

Beijokas