quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Os muçulmanos estão-se a esticar...


"Um advogado turco, Baris Kaska, apresentou uma denúncia formal contra o Inter de Milão pedindo que o clube perca os três pontos que ganhou na Liga dos Campeões ao vencer o Fenerbahçe por três bolas a zero. Tudo porque alegadamente o clube “manifestou de forma explícita a superioridade racista de uma religião”. A origem do problema está na camisola com que a equipa milanesa alinhou, que é branca e ostenta uma cruz vermelha no peito, muito semelhante ao uniforme dos Templários, uma antiga ordem de monges guerreiros. Segundo o jornal “La Vanguardia”, Kaska afirma que não foi o resultado da partida que o incomodou, mas sim a “enorme cruz vermelha sobre o fundo branco”.
“Esta cruz lembrou-me dos dias sangrentos no passado”, afirma Kaska, que não foi o único a protestar contra a camisola da equipa italiana. As imagens do equipamento do Inter de Milão foram transmitidas por quase todos os meios de comunicação turcos acompanhadas de uma gravura de um templário. “Como pôde a UEFA permiti-lo? Os três golos deste Inter «cruzado» têm que ser cancelados”, escreveu o jornalista Mehmet Y. Ylmaz no dia seguinte ao jogo."

In Novopress.info
Monday 10 December 2007


Eh pá! Não será já um bocadinho de mais?
Daqui a pouco obrigam-nos a mudar o símbolo da Federação Portuguesa de Futebol.
Mas quem raio se julgam eles para isto?
Mas a estes meninos mimados tudo ofende?
Cambada de recalcados complexados e invejosos que não gostam de ver ninguém feliz.
E os ocidentais que aceitam tudo? Que mania em baixar as calças logo que vêem alguém de camisa de dormir ou vestido!
Decididamente os muçulmanos são o cancro do planeta. É de lá que vem o mal. Senão vejamos: eles produzem ópio, bombas e tem petróleo. Alguém tem dúvidas?
Mas ameaça-se alguém de morte por transportar consigo um símbolo de que apenas alguns não gostam?
Tenho orgulho em ter nascido num país cristão e considero-me cristão. Considero-me e tento ser um bom cidadão, respeito os outros e gosto que me respeitem. Se põem em causa a ideologia cristã por que motivo não podemos nós por a deles?
Por exemplo, eu duvido que Maomé exista ou tenha existido. Nada nem ninguém superior desse âmbito, consentiria que se fizesse tanto mal a tanta gente em Seu nome. A menos que – e aqui reside a duvida e não certeza, como referi - que exista e lhes está a enviar uma mensagem que os estúpidos percebem exactamente ao contrário. Ou seja, por desejarem tanto mal aos outros eles nunca terão paz e assim se detonarão a si mesmos.

Aquilo lá, deve ser uma dor de cabeça andar em transportes públicos ou na rua. Eles usam dinamite como nós usamos Ipod, a diferença é que cá se alguém se encosta, desliga-te a musica e lá rebentas. É mais chato.

Sinceramente espero, e com o orgulho que tenho nos meus antepassados, que nunca nos rebaixemos a trouxas de roupa encardida assim como nunca reneguemos as nossas origens, sejamos religiosos ou não.

Aluados do caneco...!

1 Pinokadas:

Leonor Sousa disse...

Bem, se isto chega aos ouvidos de alguns lunáticos da nossa classe dirigente do futebol, estamos tramados. Qual "Caso Mateus", qual quê! Aí é que era um ver se te avias a processar os Belenenses por jogarem com um 12º jogador (por terem acruz de Cristo no emblema), ou assim...
Agora a sério, como pode levar-se a sério pessoas que levam os extremismos a coisas destas?