sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Pensamentos de Saramago.

Todos sabemos que por norma todos os intelectuais ou têm pancada ou pendem para o álcool, e de vez em quando têm pensamentos grandiosos embora de utilidade nula.

O nosso querido José Saramago é um grande exemplo disso mesmo. Há uns meses atrás defendeu a integração de Portugal na Espanha, desta vez teve mais um pensamento e lembrou-se de repente de incitar ao levantamento popular a nível mundial de todas as mulheres, para que estas deixem cair o apelido do marido que conste no seu nome, e desafia Hillary Clinton a fazê-lo. Para Saramago o uso do apelido do marido é uma forma de diminuição de identidade pessoal e de acentuar a submissão da mulher.

Contudo, eu pessoalmente preferia a queima de cuecas, visto os soutiens já terem tido a sua época. Acho que seria mais interessante. Muito mais interessante, para ser franco.

De qualquer forma, vou dar uma pequena informação ao José Saramago, que tem o benefício da dúvida por viver em Espanha e não em Portugal. José, em Portugal há muito tempo que nenhuma mulher é obrigada a usar o nome do marido, grande parte já não o faz e inclusivamente há maridos que usam o apelido da mulher, não é necessário fazer disto uma bandeira das liberdades e garantias da mulher. E não nos podemos esquecer que fazendo desta ideia “regra”, no fundo é estragar o negócio a muita dondoca que por aí anda. Não vamos ser irreflectidos, José. Que crueldade para com as dondocas que não se ralam de serem minimizadas tendo a carteira cheia ou direito ao croquete naquela festa onde só entram mulheres diminuídas pelo apelido do marido, mas que por acaso são tratadas como realezas.

6 Pinokadas:

ematejoca disse...

Concordo contigo, que o Saramago está a caminho de ficar senil.
No entanto, na Alemanha, tu eras obrigada a ficar com o apelido do marido e perdias todos os teus apelidos de solteira. E nos Estados Unidos talvez fosse assim quando ela casou. A Hillary para ser uma mulher verdadeiramente livre devia rejeitar os apelidos dos seus homens da vida dela - marido e pai - e ficar com o apelido da mae.

Bem essa piada do apelido da Hillary ainda a como, mas Portugal juntar-se à Espanha, essa é que já é muito forte. Se fosse eu a mandar nunca mais o deixava entrar em Portugal. Isso já nao é senelidade é doidice pura.

Boa noite!

Teté disse...

Benefício da dúvida, só se for devido à senilidade! E à arrogância, já agora, de achar que vai ensinar as mulheres a acabar com o machismo!

Elas que não se ponham a pau e não ponham os maridos a repartir as tarefas domésticas, que terem ou não terem o nome deles é irrelevante...

Sou casada há 18 anos e não mudei de apelido. Ora querem lá ver que nessa altura o Saramago já estava senil???

Ah e concordo com a Ematejoca, esta é uma mera chalaça, a de Portugal anexado a Espanha é bem mais grave!!!

Beijocas

Alex disse...

Irrita-me esta coisa do "Saramago dixit".
Irritam-me todos os que acham que o que era fixe era uma nova ocupação espanhola, mais ainda quando são portugueses.
Irritam-me as pessoas que acham que sabem mais e melhor do que se passa no "convento" do que quem lá vive; com ou sem memorial.
Numa palavra, o Saramago irrita-me, é presunçoso, cagão. Alex dixit.

alfabeta disse...

ahahaha, prefiro mil vezes ser tratada como realeza e não me sinto em nada diminuída! :)

O Saramago está velhote, tem que se dar um desconto!

O Pinoka disse...

ematejoca

Antes de mais bem-vinda.

De qualquer forma onde se é obrigada a adoptar o apelido do marido também não há hipótese de o deixar de usar só por capricho. E muito sinceramente não acredito que a Hillary tenha chegado onde chegou se não fosse esposa de quem é, não por falta de capacidade, mas claramente porque lhe faltaria visibilidade.

Boa semana.


Teté

Muitas meninas que casam hoje em dia mesmo querendo o apelido do marido, perguntam “O que é que é mesmo tarefas domésticas?”

Beijocas e boa semana.


Alex

“Dixistes” muito bem.

Beijocas e boa semana.


Alfabeta

Ora aí está! Tal como as dondocas. Hehe!

Beijocas e boa semana.

Tijoão da Tasca disse...

Um dia destes ainda vai dizer que o Rei devia mudar para o Palácio de Belém ...